Blog

Foto Rômulo Brasil

Os melhores álbuns de 2018

• Publicado em: December 26, 2018

Vamos lá para segunda lista inútil de 2018, a primeira foi as melhores séries de 2018, agora vamos para os melhores álbuns que escutei em 2018.

Primeiramente eu gostaria de falar sobre o álbum do Ghost, Prequelle, eu sempre tive um preconceito com Ghost, depois que eles lançaram o Prequelle, eu vi muito elogios para eles novamente, assim como aconteceu nos álbuns anteriores. Confesso que ainda tenho um certo preconceito — seria mais um conceito mesmo — com Ghost, pois não curto os tipos de letras e assuntos que são abordados em seus álbuns. Com toda certeza, se eu não fosse Nutela, Prequelle entraria na lista dos 10+ e no top 3, sem sombra de dúvidas, um álbum de Hard Rock que tem um solo de saxofone está muito acima da média.

Eu costumo dizer que eu gosto é de música boa e que por acaso o Rock está entre os gêneros aonde eu mais escuto, porém, gosto de tudo que é bom e está dentro do meu “gosto musical”, tem gente que só escuta Metal e tem preconceito com Punk, por exemplo, e vice-versa. Eu escuto até Pop, esse ano escutei tanto Chvrches, adorei o álbum Love is Dead, cantei feito uma menina quando escutava, mas quem entrou na minha lista dos melhores nessa pegada mais Pop foi a Aurora com o Infections Of A Different Kind (Step I), que veio com uma parada mais Björk e fez um puta álbum. 

Sobre a primeira colocação, é sempre difícil você elencar alguma coisa como a melhor do ano, mas como eu sou uma putinha do Maynard James Keenan, adoro tudo que ele faz. A Perfect Circle não nos apresentou o seu melhor álbum, porém, Eat The Elephant era um álbum muito, mas muito esperado, desde de 2004 que eles não lançavam nenhum álbum novo e acho que os vocais melódicos e pesados juntando com um ritmo atmosférico que é bem característico de A Perfect Circle foram muito bem aplicados, sem contar que o Keenan nos entrega a parte emocional do álbum. 

Sobre a minha maior decepção ficou em cargo do Muse, eu poderia citar o America do 30 Seconds To Mars, Circles do P.O.D. e até mesmo o Papa Roach com o ridículo Who Do You Trust?, que vazou esse ano, mas nem gosto muito de Papa Roach e/ou P.O.D. como eu gosto e sou fã de Muse e posso falar seguramente que Simulation Theory é o pior álbum já lançado por eles. Alias, Drones de 2015 está nessa lista dos piores, ou seja, já são dois álbuns seguidos que são bem ruins apresentado pelo Muse. Os próximos álbuns terão uma expectativa muito abaixo do que eu sempre colocava em todos os anos que Muse anunciava um novo álbum. 

Outro que foi uma decepção foi Greta Van Fleet com o Anthem Of The Peaceful Army, em From The Fires podemos constatar que os caras são muito bons e é inevitável a comparação com Led Zepplin, porém diferente do Muse, mesmo eles tendo nos mostrado que são realmente um banda que querem seguir essa linha de fazer algo que o Led Zepplin e outras bandas já tinham feito nos anos 70, ainda nos apresentaram um bom álbum. Acho que falta originalidade para Greta Van Fleet se tornar umas das melhores bandas da atualidade, porém eles falham nesse quesito.

Segue a lista dos melhores álbuns de 2018:

  1. A Perfect Circle – Eat the Elephant
  2. Coheed and Cambria – Vaxis – Act I: The Unheavenly Creatures
  3. Judas Priest – Firepower
  4. Between The Buried And Me – Automata I & II
  5. Breaking Benjamin – Ember
  6. Architects – Holy Hell 
  7. Snow Patrol – Wildness
  8. The Ocean – Phanerozoic I: Palaeozoic
  9. Aurora – Infections Of A Different Kind (Step I)
  10. The Virginmarys – Northern Sun Sessions

Melhor álbum brasileiro do ano:

Eu não sou um entusiasta e muito menos um conhecedor da música brasileira, o ano passado eu descobri por acaso o Don L e entrou na minha lista como menção honrosa. Esse ano não terá menção honrosa, porém irei citar dois ótimos álbuns de RAP (não sou conhecedor do estilo e muito menos fã) que teve um certo alarde e fui conferir, o que teve mais burburim foi o álbum Bluesman do Baco Exu do Blues, com suas letras super bem certeiras, porém o meu voto vai para o álbum O menino que queria ser Deus do Djonga, um álbum que te faz pensar.

Na minha opinião o melhor álbum que escutei de bandas brasileiras, que não foram muitas, é o Realidade, Vida e Fé do Pense, não tem como nenhuma álbum brasileiro que escutei esse ano que bata. É foda Bagarai.

Pense – Realidade, Vida e Fé

Outros lançamentos de 2018

Segue uma lista do que eu escutei e adorei. Se caso não está na lista ou eu não conheço e não escutei ou eu conheço e achei uma bosta. A lista está em ordem alfabética.

Segue a lista dos que eu escutei mas são apenas bons álbuns de 2018:

Até a próxima lista que será os melhores filmes de 2018.

Romae