Star Trek Beyond (Star Trek: Sem Fronteiras): Minhas Impressões

Foto Rômulo Brasil
• Publicado em: September 5, 2016

StarTrekBeyond

 

Star Trek Beyond (Star Trek: Sem Fronteiras) é o melhor blockbuster do ano até o momento e ainda estou decidindo se é o melhor dessa nova era J. J. Abrams, pois gosto muito do primeiro filme. O filme traz consigo varias homenagens bem pontuais, tipo ao lendário Leonard Nimoy, a tripulação clássica e tem uma nave antiga, USS Franklin, que parece muito com a USS Enterprise da série clássica.

O roteiro é muito bem escrito e não tem nada de reviravolta e as complexidades do Roberto Orci dos filmes anteriores. Quem acompanha o Simon Pegg (Recomendo: Shaun of the Dead, Hot Fuzz e The World’s End, assistir nessa ordem), sabe que o cara é NERD Hardcore e ele traz de volta o espirito da série clássica, as relações dos personagens muito bem desenvolvidas, principalmente os personagens secundários, porém na minha ótica, ele peca um pouco no vilão que não vou falar aqui pois é Spoiler, mas Krall (vilão do filme) é muito bem interpretado pelo Idris Elba, que já tem o posto de melhor vilão do ano com Shere Khan em Mogli, até o momento.

Outro ponto positivo é o Justin Lin que traz uma direção frenética e que me deixou emocionado quando a USS Enterprise é destruída. A fotografia do filme tem alguns momentos que é bem escura, apesar de ter uma paleta de cores bem colorida na maior parte do filme. As cenas de ação são muito fodas que é sua especialidade e no clímax do filme toca Sabotage que é de pirar e sair fazendo uma roda punk no meio do cinema.

#RECOMENDADÍSSIMO

 

Romae