Blog

Foto Rômulo Brasil

Luke Cage: minhas impressões

• Publicado em: October 5, 2016

lukecage

 

Luke Cage, mais uma aposta da Marvel juntamente com a Netflix e uma adição ao universo da Marvel. Eu não gostei da série, a temporada é arrastada, o episódio piloto é muito ruim, tanto o Luke Cage como série e como personagem são brega, portanto, o Luke Cage (personagem) ser brega é até legal, pois adiciona um pouco de humor na série, coisa que não tem e ela também não é nada divertida, mas a série ser brega aí é um problema pois no episódio final, aonde tem a luta final, eles extrapolam na breguice.

Tirando o episodio 4 que conta um pouco sobre como ele ficou “à prova de balas”, todos os outros episódios são ruins e não tem um que seja espetacular ou memorável, as cenas de ação são meio que recicladas, tal como a cena do corredor que era para ser exclusiva do Demolidor. hehehe

Ainda sim, é menos pior do que Jessica Jones, pois pelo menos temos personagens secundários fortes e interessantes, coisa que Jessica Jones não teve. A detetive Misty Knight, talvez a melhor personagem da série, vivida por Simone Missick que mostra além de negra, é uma mulher forte. Claire Temple que já dispensa comentários. O Sr. Pop, vulgo Henry Hunter hehehe, apesar de ter uma breve participação, mas o personagem tem um grande papel na trama como mentor e figura paterna onde seus ensinamentos são citados em vários momentos do decorrer da história.  A Senadora Mariah Dillard também cresce muito e no final fica mais interessante. Hernan ‘Shades’ Alvarez, esse se mostrou também articuloso e você meio que não sabe muito bem qual é a dele e isso deixa intrigante, ele meio que fica do lado do time que está ganhando e tem uma parada de andar com óculos escuro até no escuro, nam hehehe.

Outro ponto falho são os vilões, temos dois como principais, primeiramente temos Cornell ‘Boca de Algodão’ Stokes que é apresentado como um mafioso dono de boate que trabalha juntamente com sua prima, a senadora Mariah Dillard, e parece mais perdido e se mostrou um tremendo de um amador e não teve um arco muito interessante sendo que só teve decaída e foi muito mal feito e não é culpa do Mahershala Ali, pois ele faz muito bem seu papel. E depois temos o Cascavel, aí você pensa que o negocio vai melhorar, mas nada se mostra relevante na motivação dele que nos é apresentado, ele tem uma rixa com Luke Cage, pois são meio irmãos e o pai deles gostava mais do Luke e depois de anos e anos, ele não consegue superar esse fardo em sua vida e aí age como uma criança perdida e sem plano nenhum beirando ao amadorismo também, logico que teve a parada da prisão, mas não é culpa do Luke e sim do pai deles. Uma coisa que a Marvel precisa rever é seu conjunto de vilões, puts são muito ruins e não é no sentido de ser malvados da palavra. Hehehe

Uma coisa que funciona super bem na série é a musica, tem uma contextualização muito bacana e é tratada quase como uma personagem dentro da trama. A cultura negra também é muito bem representada e confesso que 90% de todas as referencias mostrada e ditas durante a temporada eu fiquei boiando, são muitas referencias e teve até nomes de restaurantes como referencia, aposto que 99% das pessoas não vai saber do que eles estavam falando e isso meio que eu não curti muito. A diversidade étnica é muito grande e um baita ponto positivo, mas eu posso até está errado, achei meio utópico, pois temos vários personagens negros desempenhado cargos superimportantes como ancora de um jornal que a mesma é a repórter de campo, a inspetora Priscilla Ridley que é negra e mulher e não sofre nenhum desrespeito ou descriminação por isso, sendo que estamos na América aonde vemos, pelo menos aqui por fora, essa luta constate dos negros. Bom, eu senti falta deles abordarem esses assuntos, apesar que temos um protagonista negro à prova de balas.

E a piada do café é a melhor. 

Romae