Blog

Foto Rômulo Brasil

The Hateful Eight: minhas impressões

• Publicado em: January 8, 2016

Tarantino não fez o seu melhor filme mas fez o que ele sabe fazer de melhor, que é conta história com diálogos tarantinesco, com várias reviravoltas sangrentas e o final é muito Tarantino (frase clichê hehehe).

Roteiro simplesmente magnifico, é engraçado e tenso, os personagens caricatos, ponto pra Walton Goggins e Jennifer Jason Leigh, essa sofreu nas mãos do Tarantino e com certeza vai lhe render uma indicação pro Oscar de Melhor Roteiro Original.

O filme tem uma duração de 3h7m e você não sente o tempo passar. Tarantino é conhecido por ter boas trilhas sonoras e The Hateful Eight não poderia ser diferente, ainda mais com uma trilha com composta por uma lenda, Ennio Morricone. O filme é lindo e sua fotografia é de encher os olhos, as cenas externas com imensidão branca e as cenas internas, que é aonde o filme se passa a maior parte do tempo, é super bem dirigido, é aonde o Tarantino mostra sua evolução como diretor, mostrando todo o seu controle das cenas.

The Hateful Eight merece ser visto no cinema para ter uma experiência única que lhe é proporcionada, é uma pena que aqui no Brasil, muito menos no Ceará hehehe, não podemos ter a experiência que o Tarantino pensou para seu filme na versão estendida em 70mm.

E com certeza vai está na minha lista dos 10 melhores filme de 2016. #RECOMENDO

Lembre-se: Quando o Carrasco te pega, você não morre a tiros. Quando o Carrasco te pega… você é enforcado.

Romae